top of page
  • Foto do escritorEd lopes

A Matrix é para Você Escapar

Atualizado: 26 de out. de 2023



Foi o pesquisador Jordan Maxwell que disse:

“Nada neste mundo é do jeito que você pensa que é… nada !”

Uma ideia que sempre ressoou comigo durante a maior parte da minha vida adulta foi quando eu questionei o nível superficial da realidade e, além disso, as maquinações que parecem embutidas em sua estrutura.

O filme Matrix destruiu a noção de realidade como pensávamos.

Para muitos a ideia de que podemos estar vivendo em tal lugar, talvez uma realidade projetada por meio de uma simulação, fizeram surgir dezenas de pessoas que começaram a questionar a linha de base do que acreditavam ser real. Assumindo que nossa realidade e tudo o que a sustenta é inteligentemente projetado pelo que muitos chamam de Deus ou Universo ou Fonte qualquer que seja esse nível onipotente de consciência, pode-se supor que deve haver propósito e intenção.

Mas qual é a intenção???

Além disso, quem foi encarregado da tarefa de projetá-lo, seja para melhor ou para pior???

É exatamente isso que você precisa se perguntar. As vezes uma pergunta que você faz a si mesmo é mais importante do que faze-la para os outros.

Ao olhar para o “pior” da realidade você poderia questionar ...

Por que Deus construiria “o mal” neste design inteligente?

Alguns afirmam que neste nível de realidade é absolutamente necessária uma distinção entre uma determinada coisa, e seu oposto polar, para entender as características de cada uma.

Em uma simulação o mal inexiste tanto quanto o mundo que vai sendo construído por esse mal através do tempo, é a tendência e característica principal de mundos não pertencentes a universos reais.

Não é porque sua mente diz e te dá a certeza de ser "real", que é real.

A terceira dimensão é um universo inteiro ordenado por um tipo de simulação, um conjunto de frações que vão sendo emitidas pelas criaturas, por cada indivíduo, por cada participante "vivendo no jogo" dentro de seus veículos. A interação, a construção, e até o tempo, se originam e são construídos por meio disso. Sem o veículo, que é o corpo formado pela estrutura material, essa interação não seria possível e nem haveria a possibilidade de participação dos simulados em um universo assim. Neste contexto, o mal é tão irreal quanto a simulação criada nele. Este mal em analogia última, só "existe" porque a luz permitiu. No final e dentro destes universos, o mal só existe para que o bem seja reconhecido, para que o mal seja definitivamente eliminado e desprezado pelas almas que aderiram ao bem devido a suas tendências naturais, que é a de tornarem conscientes pela ação da luz que criou tudo, ou que simplesmente permitiu a criação do que não seja real, a fim de descartar o mal que originalmente não existe mas que contaminou a formação sublime da criação das coisas.

É somente e através deste reconhecimento, que consequentemente todas as almas que vivem em universos como esse, evoluem para os padrões reais.

É exatamente por isso que a Bíblia diz que a luz suprema, DEUS criou o mal. ELE que é o SENHOR DA LUZ criou as trevas, e permitiu a "existência" do mal, seres celestiais caídos, estarem presentes nestes universos e com um certo nível de participação. O mal só tenta prevalecer em universos imperfeitos. Em universos remodelados por uma perfeição, o mal continua no mesmo lugar por onde foi colocado, na inexistência, porque pertencer ao mal, é o mesmo que não existir ou nunca ter existido. O mal é permitido para a conclusão do processo dual de universos imperfeitos, onde o bem, e só o bem, é que deve e precisa ser conhecido por todos e em sua única instância, praticado. O conserto da falha de um universo defeituoso é a saída vitoriosa da alma na simulação. Afinal a alma que essencialmente é um campo energético de luz, por natureza é incapacitada de se perpetuar feliz dentro de um ambiente de caos gerado por um universo escuro.

Eu formo a luz, e crio as trevas; eu faço a paz, e crio o mal; eu, o SENHOR, faço todas estas coisas. Isaías 45:7

A alquimia é uma forma de destilação da realidade que entende o poder inerente à unificação dos opostos, é o objetivo de misturar duas partes opostas da realidade para criar uma terceira realidade, que é composta por ambas, mas os elementos permanecem distintos por si mesmos. Ainda assim, agora no nível de realidade que a maioria dos humanos reconhece, as ramificações de opostos distintos não poderiam estar mais em seu rosto.

O lado que aparece como ruim, mal, negativo e outros, parece estar tentando seu melhor nível para cooptar e sequestrar seu inimigo, o do bem. Portanto, não há mistura a ser obtida. Aqueles que têm sido a chave para observar a malevolência aparentemente implacável da atividade neste planeta por milênios, sentem que há alguma influência que tem sido comparada a seres demoníacos ou arcontes. Uma forma de controle antiga e avançada que sente que o planeta pertence a eles e também as pessoas que vagam por sua superfície.


Esta é uma cena clássica do filme matrix.

O momento que Neo está acordando de seu sono profundo ocasionado por uma demora em seu não despertar. Quando ele olha para os lados, o que ele apenas vê, são pessoas dormindo, milhares delas e incontáveis em seu número. O nível de adormecimento de Neo em relação aos outros sempre foi o mesmo, mas não o era mais a partir do momento que ele decidiu acordar. É natural observar que Neo nasceu ali e naquele momento quando finalmente conseguiu romper seu casulo, a partir daí, seu novo nascimento começou no exato momento que ele despertou.

É como se a vida dele começasse naquele hora do zero, de um começo que ele nunca havia visto. É como romper a casca de um ovo sem ajuda, e isso é muito nobre e respeitável. Os outros mesmo dormindo iriam morrer, no entanto, Neo viveria.

Quando um inconsciente, um ser humano plugado a seu casulo e apegado sem querer larga-lo por uma ignorância profunda vivida com "alegria", quando essa pessoa morre dentro da matrix de ignorância pelo seu adorável mundo de sonhos imaginado sem medida, as máquinas, os seres das trevas, os carcereiros da matrix, eles reconhecem imediatamente a morte do escravo e rapidamente arrumam um jeito de o retirarem de lá, não para coloca-lo em uma outra câmara de "sobrevivência" para que ele siga prosseguindo a "maravilhar" com o seu sono, mas para joga-lo numa vala, em um rio de esgoto fétido como se ele fosse um animal dos mais imprestáveis, por ter perdido a utilidade e sua vida ter sido enquadrada por um fracasso em não ter conseguido reconhecer o ambiente que se encontrava. Vemos esta cena das mais terríveis ser retratada no filme matrix, afinal, as máquinas tinham um trabalho constante em desplugar seres humanos enganados dentro do mundo de sonhos, sem terem percebido que não era bem um sonho, e sim, um pesadelo.

O grande problema é que as "máquinas" dentro da matrix fazem o "pesadelo" acontecer e parecer "agradável" de se sentir com seus escravos iludidos sempre ávidos a desejar e desfrutar cada vez mais disso e do "melhor da vida." É um movimento contínuo, ininterrupto e sem desvio, com praticamente todos os plugados sendo conduzidos sempre com o mesmo empurrão, onde o desejo e os "sonhos" de cada um, nunca muda. Era então comum morrerem sufocados na esperança e tentativa de a qualquer custo fazer estes "sonhos" acontecerem em suas vidas. Em traduções simples, os humanos inconscientes passava assim a pertencer por direito a seres das trevas, as máquinas, que criaram a matrix exatamente para este fim, fazendo-os sofrer o mesmo destino pelo qual todos os inconscientes foram destinados, a uma não ressureição para a vida real que jamais haveriam de experimentar.

Por isso não fique admirado porque eu disse que todos vocês precisam nascer de novo. João 3:7

A partir do momento que saem fracassados em suas saídas da matrix, morrendo pelas leis naturais de mundos de simulação, não há mais chances para eles por terem feito exatamente o que as "máquinas" queriam que eles fizessem, quando diziam a todos, o que cada um devia fazer, o mesmo que os ignorantes faziam no filme matrix. Uma vida vivida apenas e através de muita má influência não detectada e praticada por uma completa rejeição a todos as leis eternas sagradas da luz para salvação de suas almas dento desses mundos imperfeitos, os mundos simulados. A chance de vida verdadeira que Neo adquiriu foi o prêmio por ele ter acordado. Não existe realidade depois da ilusão para um inconsciente que seguiu permanentemente plugado ao mundo falso, a matrix do medo, e vendo esse mundo como diversão, enquanto o que vai seguindo e sendo gerado são apenas sofrimentos, que é o que uma matrix ordinariamente consegue fazer.

Sabendo disso, como em sã consciência alguém poderia ser tão egoísta ao ponto de achar e desejar todo bem só para si não querendo dividi-lo, prosperidade, e felicidade individual somado a um mundo ou ambiente onde todos os demais estão diariamente sendo afligidos e sofrendo por serem maltratados??? Não seria natural enquanto veem esses mundos como "evoluídos" receberem o mesmo bem e todos usufruíssem em igual proporção ao melhor que desejam sem diferenças??? Porque isso não acontece dentro de nosso mundo???

Porque esses mundos foram construídos e criados a partir do ponto da perda da realidade original, como nós perdemos a nossa.

Incluído na agenda diabólica, está obliterar um grande número da espécie humana e subjugar o resto para seus próprios propósitos egoístas. Apenas a mera ideia de tal plano é absurda para muitos indivíduos desavisados, alheios ao grande repositório de história documentada que mostra ampla evidência de que tal agenda é inteiramente real.

Mas aqui é onde a toca do coelho fica infinitamente profunda ...

Poderia este planeta que foi comparado a uma prisão ter um alçapão disponível para qualquer um que possa encontrá-lo e reunir coragem para atravessá-lo???

Existe uma lição que todos nós podemos aprender sobre porque tal prisão existe e como fomos parar aqui???

Talvez você ainda não percebeu, mas caso sim ...

Acho que você já entendeu que estou tentando coloca-lo para pensar, não com sua mente, mas com o que há de mais verdadeiro que existe em você.

Eu apenas estou induzindo-o a isso. O resto você irá fazer tudo sozinho.

Em um mundo trancado por regras, regulamentos e agendas que alguns dizem que devem seguir o plano, pode-se pensar que não há saída para o que foi apelidado de “O Planeta Prisão”.

Matrix é um filme que retrata um cenário assustador das massas robóticas e seus “manipuladores” (Os Agentes – também conhecidos como arcontes ) determinados a manter o controle e impedir as pessoas de uma vida de liberdade. O personagem retratado como “Neo”, uma vez que tomou a pílula vermelha descobriu a profundidade da toca do coelho, mas também descobriu um santuário interior; um poder despertado da dormência que em algum nível todos nós possuímos.


Este filme inicialmente chegou a muitos como um toque de clarim, um empurrão para acordar do coma da complacência e reconhecer como a realidade realmente funciona para, eventualmente, reunir forças e desafiar suas aparências, transmutando a escuridão em luz, os alquimistas do futuro.

Mas para despertar para a verdade, embora seja um grande movimento na direção certa, é apenas o primeiro passo.

Uma vez que aqueles que definem a agenda para mantê-lo em um estado perpétuo de aquiescência, a fim de manter o controle completo sobre você, eles então percebem que você também engoliu aquela pílula vermelha, eles veem como seu trabalho aumentou a pressão sobre você.

Outro filme que retrata esse aparente empurrão/puxão da realidade sob o disfarce de uma estrutura predeterminada semelhante a Matrix, mas com uma reviravolta poderosa, é The Adjustment Bureau.


Aqui está o enredo …

Controlamos nosso destino ou forças invisíveis nos manipulam???

Um homem vislumbra o futuro que o Destino planejou para ele e percebe que quer outra coisa. Para obtê-lo, ele deve perseguir através, sob e pelas ruas da moderna Nova York a única mulher que ele já amou. À beira de ganhar um assento no Senado dos EUA, o ambicioso político David Norris (Matt Damon) conhece a bela bailarina contemporânea Elise Sellas (Emily Blunt), uma mulher como nenhuma que ele já conheceu. Mas assim que ele percebe que está se apaixonando por ela, homens misteriosos conspiram para manter os dois separados. David descobre que está enfrentando os agentes do próprio Destino, os homens do The Adjustment Bureau, que farão tudo ao seu alcance para impedir que David e Elise fiquem juntos. Diante das probabilidades esmagadoras, ele se depara com uma dúvida, um receio, se deve deixá-la ir e aceitar um caminho predeterminado, ou arriscar tudo para desafiar o destino e ficar com ela.

Embora sob a capa da ficção científica, The Adjustment Bureau é mais um filme com uma mensagem presciente para todos nós, talvez perfeitamente elaborado para estes tempos.

A loucura extrema que tem sido nosso mundo desde 2020 não mostra sinais de ceder. Esta é uma estrutura que parece para alguns ser inventada, pré-planejada e com a intenção de alcançar um resultado muito específico, que certamente não é um bom presságio para a espécie humana. Agenda maligna, controle populacional, escravidão global, tem havido vários nomes atribuídos a este programa aparentemente e meticulosamente calculado.

Um indivíduo pode observar essa “loucura” e concluir que estamos condenados, é mal em sua essência e nada mais.

Quando você entende que este nível de realidade apresenta um paradoxo ou quebra-cabeça e você o trata como tal, você pode de fato combinar dois opostos aparentes para criar uma nova realidade e uma que você prefere muito.

Mas aqui está o kicker.

Foi uma narrativa incluída na cena final de Adjustment Boreau que talvez diga tudo sobre a verdadeira natureza desta Matrix …

“A maioria das pessoas vive a vida no caminho que nós [os agentes] estabelecemos para elas, com muito medo de explorar qualquer outro. Mas de vez em quando aparecem pessoas como você [personagem: David Norris] que derrubam todos os obstáculos que colocamos em seu caminho. Pessoas que percebem que o livre arbítrio é um dom que você nunca saberá como usar até lutar por ele. Acho que esse é o plano real do presidente [Chefe do Escritório de Ajustes]. Que talvez um dia, não vamos escrever o plano, você vai.”

Imagine que tudo o que está acontecendo agora pode ser apenas a maneira do Universo (embora seja dura) de nos mostrar como usar nosso livre arbítrio dado por Deus através da inimaginável Matrix de crise, desafio e um plano que parece não ter nada além de má intenção. Imagine se o plano incluísse um elenco de personagens que parecessem projetar a agenda maligna com a expectativa de controle total e a perda da liberdade e do livre arbítrio? E imagine, como esse roteiro se transformaria em um centavo (ao contrário) se individualmente e coletivamente derrubássemos todos os obstáculos que eles colocaram em nosso caminho???

Será que a Matrix foi realmente projetada para escapar???

Seja qual for o plano acho que cabe a todos nós pelo menos considerar a possibilidade.

Melhor ainda ...

Explore-o com ação e intenção.

Então não apenas saberemos o que realmente significa o livre-arbítrio, como experimentaremos de uma vez por todas, que a Matrix nada mais é do que uma construção relativa da realidade, uma contra parte do que é real, não sendo real, projetada para ser relegada a ilusão, e a única coisa que é real, a sua consciência para escolher e criar sua realidade ...

Como achar melhor.



338 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

3 Comments


Gratidão senhor Ed Lopes!!

Like

André Dias
André Dias
Mar 02, 2022

TRABALHO EXTRAORDINÁRIO. CONTINUE!!!

Like
Ed lopes
Ed lopes
May 20, 2023
Replying to

💛💜💙❤️

Like
bottom of page